Saiba como parcelar suas férias em 3 períodos

Aprenda a marcar suas férias como um ninja e em 2019,  transforme 30 dias em 47!

Se joga!

No final do ano de 2017 foi aprovada uma mini reforma trabalhista, que polêmicas à parte, trouxe a possibilidade de um parcelamento das férias em até 3 períodos.

Mas atenção. As empresas não são obrigadas a cumprir esse regramento, ficando a seu critério definir o modelo de divisão de férias. A maioria das empresas ainda não se manifestou a respeito, mas se você faz parte do seleto grupo de felizardos que já tem a possibilidade de dividir suas férias em 3 pedaços, esse artigo foi  feito para você.

A reforma trabalhista (Lei 13.467 de 2017) alterou o artigo 134 da CLT

Atualmente é permitido o fracionamento dos dias, desde que observadas as seguintes condições:

  • Um dos 3 períodos deve ter pelo menos 14 dias;
  • Nenhum dos períodos deve possuir menos de 5 dias;
  • Os períodos de férias não podem começar nos 2 dias que antecedem o repouso semanal remunerado ou feriado.

Em relação a este último item explicamos: Se você não trabalha aos finais de semana, não poderá começar nenhum dos períodos de férias quinta ou sexta-feira. Esse item foi incluído para evitar que os empregados sejam obrigados a “queimar” dias de férias por interferência do patrão, mas o que era para ser uma coisa boa na verdade pode prejudicar nossas estratégias, como veremos mais à frente.

Ainda sobre as regras, agora menores de 18 e maiores de 50 anos não terão mais restrição para solicitar o parcelamento das férias. Além disso continua permitida a “venda” de até 10 dias de suas férias, mas nós aqui do Despachados consideramos férias um direito sagrado pois, ao contrário do dinheiro, tempo é algo que não se pode recuperar. Mas não estamos aqui para julgar. Pelas regras, é possível “vender” 6 dias e ainda ter a possibilidade de ter 3 períodos de férias (14 – 5 – 5).

A regra 15 – 10 – 5

Nas nossas simulações percebemos que, geralmente, se você parcelar suas férias nessas frações, conseguirá obter o maior aproveitamento do tempo livre para suas viagens. Evidentemente que alguns ajustes podem ser necessários e neste artigo nós mostraremos isso na prática. Mas no geral, dividir as férias dessa forma é interessante para a realização de diferentes tipos de viagens.

O período menor, de 5 dias, pode se juntar à um feriado e virar uma janela de 10/11 dias no calendário. Período ideal para uma aventura pela América do Sul. O bloco de 10 dias pode se juntar com um feriadão e nos dar 2 semanas inteiras, tempo suficiente para uma viagem um pouco maior, como por exemplo aquela sonhada viagem para a Europa. O período mais complicado de se encaixar neste ano de 2019 é o de 15 dias. Ele vai nos exigir um grande malabarismo para se transformar em 3 semanas inteiras de férias. Caso você tenha sucesso nessa estratégia terá tempo suficiente para conhecer qualquer lugar do mundo.

A ideia deste artigo não é um planejamento específico e individualizado, pois são muitas especificidades na vida de cada um. Algumas pessoas não podem sair de férias antes do dia 10, outras precisam estar na empresa no fechamento contábil e isso pode significar os últimos dias do mês ou os últimos meses do ano. Isso para não falar da velha questão das férias escolares, período ao qual muitas famílias estão restritas em termos de férias. Então vamos sugerir boas datas para você encaixar seus blocos de 15, 10 e 5 dias. Você vai adaptando conforme sua realidade.
Iremos considerar para nossas simulações a carga horária de 40 horas semanais, com folga aos finais de semana.

Programação para 2019

Vamos começar por um ano complicado no quesito feriados. Serão nada menos que 4 feriados nacionais em finais de semana, então precisaremos de estratégias ainda mais ninjas para podermos aproveitar mais os nossos períodos. Na cidade que eu moro (Santos) temos dois feriados municipais e, acreditem, ambos também cairão em finais de semana. Lá se vão seis oportunidades de emendar as férias. Mas não priemos cânico que vamos dar um jeito.

Para consultar os feriados nacionais, e mais importante ainda, os locais, eu recomendo o site calendario.com.br. Lá é possível verificar os feriados estaduais e municipais de praticamente qualquer lugar do Brasil.

Agora vamos avaliar mês a mês as melhores oportunidades de marcação de férias.

Janeiro

Para quem está limitado ao período de férias escolares o mês de Janeiro oferece uma ótima oportunidade para utilizarmos o bloco de 10 dias, na verdade a melhor do ano. Veja:

Esses 10 dias se transformarão em 16 dias se você não trabalhar no dia 31/12, pois se juntarão ao Réveillon e a dois finais de semana (29/30 de dezembro e 12/13 de janeiro). O que equivale a um índice despachator de 60% de felicidade.

O índice despachator mede percentual de otimização das suas férias e é calculado da seguinte forma: dias livres / dias de férias utilizados

Além disso, para os paulistanos, existe a possibilidade de uma emenda com o feriado de 25 de Janeiro, mas para isso será necessário fugir da regra 15-10-5, pois o feriado cai numa sexta-feira e a melhor opção para essa emenda é a seguinte:

Neste caso o período tem que ter 11 dias para cobrir as duas semanas, o que fará com que o maior bloco remanescente tenha 14 dias, ao invés de 15. E o índice despachator será de 45% de gorózinhos na beira da praia.

Fevereiro

A menos que você more em alguma cidade com feriado local, o mês de fevereiro não possuirá nenhum feriado, já que o carnaval ocorre na primeira semana de março. Uma boa estratégia pode ser emendar a semana anterior ao carnaval com o seu bloco (sem trocadilho) de 5 dias.

Essa é a maior oportunidade em 2019 para maximização do bloco de 5 dias, já que o período de liberação iria do dia 23/2 ao dia 6/3, totalizando 12 dias. Isso nos leva a inacreditáveis 140% de otimização no índice despachator. Algumas pessoas muito sortudas ainda tem a possibilidade de emendar os dois dias pós quarta-feira de cinzas, o que elevaria o período total para 16 dias. 

Março

Caso você tenha a possibilidade de folgar nos dias 7 e 8 de março, combinando com o bloco de 5 dias do exemplo acima teremos um cenário ainda mais lindo. Aliás não haverá diferença em utilizar seu bloco de 5 dias na semana que antecede ou na que precede o Carnaval. A contagem de dias livres será a mesma.

Aqui vamos demonstrar apenas o primeiro caso (férias antes do carnaval). Fazendo as contas, seus 5 dias de férias + 2 de folga se transformarão em 16 dias livres, tempo mais do que suficiente para uma viagem por países da América do Sul ou até mesmo um giro pela Europa. Neste cenário o índice despachator permanece acima de 100%, atingindo 129% para ser bem preciso.

Se você pretende tirar duas semanas antes ou depois do carnaval (ou em qualquer período do ano na verdade) você precisaria utilizar um bloco de 12 dias. E com as novas regras esqueça essa possibilidade. Como um dos períodos deve ter obrigatoriamente 14 dias, é impossível utilizar um bloco com essa duração mantendo a estratégia de 3 períodos. Afinal 12+14=26 que nos deixariam apenas 4 dias de saldo. Como já vimos no início do artigo o menor período para marcação são 5 dias. Então isso cagaria tudo.

Abril

Em abril temos nossa primeira baixa do calendário. O Feriado de Tiradentes cai em um domingo, mas ainda temos a sexta-feira santa, que graças a Deus nunca vai cair no final de semana. Para unir suas férias com a sexta santa você precisará de um bloco de 11 dias conforme abaixo:

Esta estratégia vai trazer um ganho de 45% no índice despachator, o que não é ruim, mas vai custar um dia do bloco maior, o que pode ser um problema.

Ainda em abril temos a possibilidade de usar um bloco de 9 dias ao invés de nosso tradicional bloco de 10 dias. Isso pode ser interessante pois esse 1 dia não utilizado pode se juntar com o nosso bloco maior, totalizando 16 dias remanescentes. Em Novembro teremos uma janela perfeita para usar esses 16 dias.

Essa é uma das poucas oportunidades nesse ano lazarento, de iniciar e terminar um período de férias com feriados. Mesmo assim temos um índice despachator de 44%. Bom, mas não sensacional.

Maio

O mês de maio será tão útil para nossa estratégia de fracionamento, quanto olho azul em gente feia. Além do feriado de 01 de maio, que podemos usar junto com um período de férias em abril, não há mais nada a ser visto (lido) aqui. Lembrando que, se você tem folga remunerada aos sábados, não será possível iniciar suas férias no dia 2.

Junho

O mês de junho nos trará mais uma oportunidade de utilizarmos nosso bloco de 10 dias. Mas essa estratégia só será interessante se você tiver a possibilidade de emendar o feriado e enforcar a sexta-feira (dia 21/6). 

Neste caso vamos bater os 45% de sucesso no índice despachator de qualidade de vida.

Julho

Aqui temos o nosso período de férias escolares e é um mês tenebroso do ponto de vista “feriadístico”. Se você não é um dos revolucionários paulistas, não terá o feriado do dia 9. Este feriado é mais uma oportunidade de utilização do bloco de 10 dias para aqueles que tem a possibilidade de enforcar uma segunda-feira. Vejamos:

Mais uma vez atingimos os repetitivos 45% no índice despachator de alegria e exposição ao sol.

Ainda não pintou nenhuma boa oportunidade para utilização do nosso bloco maior, mas calma que ainda vai aparecer.

Agosto e Setembro

Não há nada a ser visto aqui, já que nosso querido feriado de independência é mais um que não nos servirá de nada. Mas calma que nem tudo está perdido.

Outubro

Mais uma baixa nos feriados, dessa vez foi Nossa Senhora que não nos abençoou com um dia de livre e resolver bater ponto no sábado. Apesar de não possuir outros feriados nacionais, outubro tem algumas datas que podem ser interessantes para alguns públicos específicos. Dia 15 é celebrado o dia do professor e as escolas não funcionam, então se você tem filhos já sabe que será um feriado prolongado para eles pois a data cai numa terça-feira. Dia 28, que por sua vez cai numa segunda, é o dia do servidor público, se este é seu caso parabéns. Já no dia 17 comemora-se o dia do comércio e, em muitas cidades os trabalhadores do setor estão liberados, mas isso não interessa muito pois geralmente os trabalhadores do comércio não tem folgas aos sábados.

Como são situações pontuais não vamos sugerir as datas, mas nessa altura você já deve ter pego o jeito.

Novembro

Novembro é um mês repleto de feriados, mas 2019 não poderia deixar isso impune e o mês já começa empurrando o dia de finados para o seu primeiro final de semana. 

Mas ainda assim novembro será nossa primeira oportunidade de otimizar nosso bloco maior (15 dias) e se você tiver sido um dos poupadores que guardaram um dia (período de 9 dias em abril) melhor ainda.

Neste exemplo vamos simular os 16 dias:

Como disse anteriormente, o ano não está sendo fácil e, lamento informar que se você não tiver duas folgas para usar, vai ser impossível transformar esse bloco de 15 dias em 3 semanas. No nosso exemplo, estamos considerando essa possibilidade e fazendo essa pequena gambiarra para poder aproveitar uma viagem mais longa. Considerando apenas as férias e o feriado da consciência negra (dia 20) o índice despachator despenca para  míseros 19% de voltinhas na Target. Caso as folgas sejam uma possibilidade temos algo um pouco melhor: 28% de mojitos no Señor Frog’s.

Dezembro

Chegamos ao derradeiro mês das festas de final de ano e aqui temos uma oportunidade para aqueles que são dependentes de férias escolares e também para aqueles que ainda não conseguiram aproveitar o seu bloco maior de dias. Tudo junto numa coisa só.

De fato Dezembro concentrará as férias de muita gente, pois é sem dúvida, a sua melhor chance de utilização do bloco de 15 dias. A essa altura você já deve até ter se questionado se os 15-10-5 são mesmo válidos. Na verdade o ideal seria ter uns 45 dias de férias, mas como são só 30, eu garanto que é a melhor estratégia.

Para o mês de dezembro temos duas possibilidades, dependendo da sua capacidade de tirar folgas. A primeira, para quem não tem muita flexibilidade:

Esta situação não fecha as 3 semanas que temos como meta para esse período pois te obriga a trabalhar entre o Natal e o Réveillon, mas ainda assim conseguimos o ótimo índice despachator de 27% (para o bloco maior este é realmente um bom valor).

Se você puder, sugerimos fortemente que coloque 3 folgas nessa salada:

Nesse caso nós só podemos te aplaudir. Você conseguiu, não só bater a meta das 3 semanas, como passou batido. Essa soma de 15 dias de férias + 3 folgas atingiu o total de 26 dias. Isso equivale a um índice despachator de 44%, o que é algo inimaginável considerando que estamos falando do bloco de 15 dias.

Melhores estratégias

A vencedora – independente de restrições de datas (10-5-15)

Por mais improvável que isso possa parecer, a melhor estratégia para 2019 é uma que atende às pessoas que só podem tirar férias nos períodos de férias escolares.

Janeiro: 10 dias (de 2 a 11) gerando 16 dias livres.

Fevereiro: 5 dias (de 25/2 a 1/3) gerando 12 dias livres.

Dezembro: 15 dias (de 9 a 23) gerando 19 dias livres.

Resultado: 30 dias gerando 47 dias livres. Índice despachator total de 57% de otimização. 

Baixa temporada

Além da questão dos preços na alta temporada, o set anterior tem outro problema: um período enorme de março a dezembro sem descanço e pouquíssimos feriados. Isso pode ser algo muito desolador para algumas pessoas. Então vamos sugerir uma outra configuração com uma melhor distribuição e os dois períodos maiores (9-16) em meses de baixa temporada.

Fevereiro: 5 dias (de 25/2 a 1/3) gerando 12 dias livres.

Abril: 9 dias (de 22 a 30) gerando 13 dias livres. Índice

Novembro: 16 dias (de 4 a 19) gerando 19 dias livres.

Resultado: 30 dias gerando 44 dias livres. Índice despachator total de 47% de otimização.

Apesar do índice consideravelmente menor para essa estratégia, temos uma perda de apenas 3 dias em relação a estratégia anterior, mas certamente janelas de custo para o viajante muito menor que nos períodos de altíssima temporada. Afinal, não adianta ter muitos dias de férias e não ter dinheiro para fazer as viagens, não é mesmo?

E aí? Curtiu a nossa ideia? Que tal passar para frente que nem corrente do bem? Contamos com sua divulgação do nosso trabalho. Se achou algum erro avisa pelo email [email protected]


10 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *